Em reunião no MPE, Prefeitura e representantes de escolas decidem adiar retorno das aulas

Em reunião no MPE, Prefeitura e representantes de escolas decidem adiar retorno das aulas

Em reunião ocorrida na tarde desta quarta-feira (24) no Ministério Público Estadual (MPE), entre representantes de escolas particulares, Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) e outras instituições, foi deliberado de forma consensual pelo adiamento do retorno das aulas na rede particular, inicialmente previsto para acontecer no dia 1º julho. A medida se faz necessária diante do aumento no número de casos e internações por coronavírus (Covid-19) no município de Campo Grande e em Mato Grosso do Sul.

Atualmente Campo Grande tem 1486 casos confirmados da doença, sendo 980 considerados recuperados, 413 em isolamento domiciliar, 45 internados, destes 20 encontram-se em leitos de UTI, 24 em leitos clínicos e 01 no PAM, e oito óbitos,  conforme boletim epidemiológico atualizado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) na tarde desta quarta-feira.

O município conta com um total de 494 leitos contratualizados, tanto em hospitais públicos e particulares, para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19 e outras síndromes respiratórias, sendo 324 clínicos e 150 de UTI. A taxa de ocupação global é de 60%.

Aumento de casos

As primeiras três semanas do mês de junho apresentaram um aumento significativo de casos
confirmados, passando de 299 casos em 31 de maio para 1.142 casos em 21 de junho. Ou seja, um aumento de 281.94%. Somente nas duas últimas semanas foram confirmados 746 casos, isto representa 65, 32% do total de casos confirmados, o que tem preocupado as autoridades em saúde.

Uma nova reunião entre representantes das escolas, MPE,  e demais instituições, está prevista para acontecer no dia 14 de julho, onde, na ocasião, será feita uma nova avaliação da situação epidemiológica da doença no município, bem como do índice de ocupação dos leitos, fatores estes que estão sendo considerados predominantes para validar ou não o retorno das aulas.

Ficou estipulado o dia 27 de julho como uma possível nova data para que as aulas sejam retomadas nas escolas particulares, porém tal deliberação ficará condicionada ao resultado da reunião.

PMCG